Seja bem-vindo. Hoje é .

Anúncio

ARAGUATINS: Comunidade vai às ruas cobrar a implantação do Colégio Militar conforme acordo firmado

ASCOM/9º BPM – 16/01/2018 – Na manhã desta terça (16), alunos, pais, e representantes de vários segmentos da comunidade se reuniram em frente ao Centro de Ensino Médio Professora Antonina Milhomem (CEMPAM) em Araguatins. O Movimento CPM Araguatins Já!, que se formou por meio das redes sociais, após surgimento de uma possível migração do Colégio Militar para uma escola de ensino fundamental da cidade, convocou a comunidade do Bico do Papagaio para evitar a quebra do acordo firmado pela Secretaria de Educação de Estado do Tocantins, Diretoria Regional, Polícia Militar e pais da comunidade escolar.

Mais de cem pessoas participaram diretamente do evento, que contou com participação ao vivo de uma rádio local transmitindo os primeiros minutos de concentração, canto do Hino Nacional por todos em posição de sentido como forma de homenagear o futuro colégio militar de Araguatins, e a ainda teve depoimento de pais que apoiam o movimento ou que têm filhos que passaram por colégio militar do Tocantins ou Maranhão.


O ponto auge do evento, em frente ao colégio CEM, foi um abraço simbólico que os participantes fizeram em torno do prédio do futuro CPM. Após, esse ato, os manifestantes saíram em passeata pelas principais avenidas da cidade, com faixas, cantos, com direito à “buzinaço” de quem acompanha a comitiva e de quem observa a passagem do grupo, inclusive, houve aplausos de observadores. Em seguida, pararam em frente ao prédio da Diretoria Regional de Ensino, onde pediram para falar com o Diretor Regional de Ensino, Paulon Miranda.

Antes mesmo da chegada do Diretor da Regional, os manifestantes cantaram em prol da vinda do CPM e exigiram que ele fosse instalado no CEM de Araguatins, e ainda reforçaram em mais depoimentos a importância de um colégio militar na cidade. Como se tratava de um ato democrático, os organizadores ofereceram a palavra à atual diretora do CEMPAM, Professora Kathiane Carneiro Borges Carvalho. Ela rebateu todas as críticas feitas por meio de textos nas redes sociais, bem como garantiu que, “dentro do CEMPAM, não houve nenhum servidor se manifestando contra o CPM ou trabalhando para que não fosse implantado”. Ela ainda afirmou “que quer sim, permanecer trabalhando no futuro colégio militar, onde ela já até matriculou a própria filha”.


Os manifestantes, por sua vez, esclareceram à diretora e para a comunidade que estavam ali somente para falar em prol do CPM, e não para acusar ou colocar culpa em alguém. O ato era somente para manifestar apoio à vinda do colégio militar e exigir da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) que a referida escola seria implantada no CEMPAM, ao contrário do que se ventilou em ir para uma escola de ensino fundamental.

Ao final, parte do grupo dos manifestantes foi recebida pelo Diretor Regional, que garantiu com base nas palavras da senhora Secretária de Educação do Estado, Wanessa Zavarese, que a implantação do colégio militar é uma realidade e que já acontecerá ainda nesse primeiro semestre, faltando apenas uma publicação em Diário Oficial a ser feito pelo Governador do Estado em breve.

A vinda do colégio militar para Araguatins criou uma expectativa muito grande na região do Bico do Papagaio. Na própria cidade de Araguatins, o estoque de camisetas brancas e calça jeans azul, que são peças do uniforme provisório do CPM, praticamente tem se esgotado nas lojas. Os manifestantes prometeram emitir comunicado oficial sobre a reunião na DREA e sobre as ações do movimento que conta com a participação de pais, educadores, e empresários da cidade que ajudam o movimento para que o CPM seja sim uma realidade.


A Polícia Militar e Corpo de Bombeiros acompanharam toda a manifestação e nenhuma ocorrência foi registrada. (Com informações: #Informe MOVIMENTO CPM JÁ!)

Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em Destaque

ARAGUATINS: 9º BPM participa de 2ª reunião de pais e mestres 2019 na escola Nair Duarte