Seja bem-vindo. Hoje é .

NOTÍCIA DESTAQUE

ARAGUATINS: Retrospectiva 2020 das ações do Comando do 9º BPM e homenagem de Fim de Ano

ARAGUATINS: PM participa de caminhada alusiva a campanha contra a exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

ASCOM/9º BPM – 18/05/2018 – A Polícia Militar (PM), por meio do 9º Batalhão em Araguatins, participou de uma caminhada e carreata realizada na manhã desta sexta-feira, 18, no centro da cidade em alusão a campanha de mobilização para o “18 de maio – Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.

O evento foi organizado pela Prefeitura Municipal através da secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação do município. O evento envolve os estados, municípios, setor empresarial, organizações da sociedade civil e demais parceiros voluntários a adesão à campanha.

A passeata contou com a presença do prefeito de Araguatins, Cláudio Carneiro Santana e da primeira dama, Jacqueline Miranda, secretária da pasta. A mobilização envolveu ainda, escolas e diversos outros órgãos estaduais e municipais, entre eles, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

Além da PM, representada pelo comandante do 9º BPM, major Weslley Dias Costa, acompanhado de militares, a caminhada contou com a presença do comandante da 3ª Companhia do Corpo de Bombeiros de Araguatins, capitão Sidimarcos Pereira Mesquita e do diretor do Colégio da Polícia Militar (CPM), major Márcio Cardoso Almeida acompanhado de alunos.

A caminhada teve início em frente ao prédio da secretaria de Desenvolvimento, localizada na Rua Nero Macedo. Após percorrer diversas ruas do centro, encerrou em frente ao Creas, próximo ao terminal rodoviário.

O que é o 18 de Maio

De acordo com o site do ministério dos Direitos Humanos do governo federal, “18 de maio: A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade”.

Ainda de acordo com o site, “a proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual”. (Com informações do ministério dos Direitos Humanos)












Postar um comentário

0 Comentários