Seja bem-vindo. Hoje é .

9º BPM participa de palestra no Creas em Araguatins em alusão ao “Dia Mundial da Não Violência Contra a Mulher”

ASCOM/9º BPM – 23/11/2018 – A Polícia Militar (PM) por meio do 9º Batalhão realizou nesta quinta-feira, 22, na sede do Centro de Referência e Atendimento a Mulher (CREAS) de Araguatins, uma palestra proferida pelo subcomandante do 9º BPM, capitão Sandro de Lima Silva, como atividade referente ao “Dia Mundial da não violência Contra a Mulher”.

A campanha foi instituída pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) desde 1999. A comemoração ocorre no dia 25 de novembro de cada ano. Nesta data, incitam-se reflexões sobre a situação de violência em que vive considerável parte das mulheres em todo o mundo.


Um público aproximado de 50 mulheres atendidas pelo CREAS e demais convidadas de outros órgãos públicos municipais fizeram parte do evento.

A palestra tratou da Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006, Lei Maria da Penha, com dicas de segurança, como agir, a quem procurar em caso de violência doméstica e finalizando para que todos busquem viver a cultura da paz.


A parceria entre o CREAS e o 9º Batalhão teve como objetivo além de fazer parte da programação da primeira entidade, também atender as exigências práticas do Curso Nacional Patrulha Maria da Penha - Nível Multiplicador que foi realizado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), na capital Palmas (TO).

Sobre o Curso Nacional Patrulha Maria da Penha - Nível Multiplicador realizado em Palmas

O curso contou com um público de 40 discentes de todas a unidades Operacionais da PMTO, incluindo o subcomandante do 9º Batalhão, capitão Sandro, policiais civis, guardas metropolitanos de Palmas, bem como 3 oficiais da Policia Militar do e Estado de Mato Grosso.

A formação ocorreu entre os dias 04 e 14 de novembro de 2018 e teve como destaque dos instrutores a major Denice Santiago da PM do estado da Bahia, idealizadora e coordenadora da Ronda Maria da Penha em Salvador, com destaque tanto no Brasil quanto no exterior.
ASSISTA VÍDEO - HISTÓRIA DA MAJOR DENICE SANTIAGO (FONTE TV GLOBO)

Após a conclusão do curso em sala das 60h aulas presenciais, cada aluno deverá fazer outras 60h em ambiente virtual e desenvolver atividades nas Unidades onde trabalham que qualifique todos os policiais militares sobre as garantias da Lei Maria da Penha e ainda reativar ou fortalecer as ações da rede de proteção e combate a Violência Doméstica e Familiar contra mulher tomando como base a lei Maria da Penha.

O motivo da comemoração em todo mundo no dia 25 de novembro se deu devido as irmãs Maria Tereza, Pátria e Minerva, conhecidas como “Las Mariposas” que lutavam bravamente contra o regime ditatorial da Republica Dominicana e foram mortas no ano de 1960 pelo ditador Rafael Leônidas Trujillo.

Ainda segundo os relatos históricos, essas irmãs, foram assassinadas de forma covarde e cruel tendo sido jogadas em um precipício, estranguladas e com os ossos quebrados. As mortes causaram grande comoção social naquele país e pouco tempo depois, o ditador foi assassinado.

Postar um comentário

0 Comentários

NOTÍCIA DESTAQUE

Sargento Da Costa completa 30 anos de serviço e assina pedido de transferência para a reserva da PMTO