Seja bem-vindo. Hoje é .

NOTÍCIA DESTAQUE

PM divulga resultado da Operação "Terra Prometida" realizada na zona rural do Bico do Papagaio

Polícia Militar recebe professora da Unitins para apresentação de projeto de pesquisa voltado à saúde de militares de Araguatins


A pesquisa é parte integrante do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de uma das alunas do curso de enfermagem da Unitins, voltado a Síndrome de Burnout em Policiais Militares do 9º Batalhão da PM em Araguatins.

16/03/2020 – Ascom/9º BPM

O comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM) em Araguatins, tenente-coronel Valdemi Silva Reis, recebeu na manhã desta segunda-feira, 16, em seu gabinete, a professora do curso de enfermagem da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) Campus de Augustinópolis, a mestre Lilian Natalia Ferreira de Lina, acompanhada da acadêmica do curso de enfermagem, Julliany Karoliny da Silva Guedes.

A visita da representante da instituição de ensino superior, ao comando do 9º Batalhão da PM foi a fim de apresentar ao comandante Reis, documento de pesquisa para subsidiar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da acadêmica, voltado ao título: “Síndrome de Burnout em Policiais Militares do  9º Batalhão da PM no município de Araguatins.”, tema apontado para o estudo sobre o esgotamento físico e mental intenso nos policiais militares.

De acordo com a professora Lilian, pretende-se com a realização desse estudo, contribuir de modo significativo para a prevenção e controle da Síndrome de Burnout entre os profissionais militares que atuam no Batalhão da PM em Araguatins, a fim de orientá-los sobre os fatores que desencadeiam o aparecimento da Síndrome de Burnout no ambiente de trabalho, e orientá-los quanto a adoção de hábitos saudáveis, necessários para manutenção do bem-estar e qualidade de vida.

Ainda segundo Lilian, além disso, o estudo pretende sensibilizar os profissionais militares para refletirem sobre os riscos expostos, e orientar aos gestores sobre a melhoria do trabalho, por um ambiente adequado, tendo em vista o bem estar do profissional, a fim de não comprometer a qualidade da assistência prestada, e a sua relação com os colegas de trabalho dentro do ambiente laboral.

A professora Lilian destacou também, que se espera, através dos achados da pesquisa, que o Batalhão onde se realizará o estudo, busque adotar medidas que visem minimizar ou erradicar os fatores estressores do ambiente laboral. Desse modo, afirma a representante da Unitins, irá observar profissionais mais saudáveis afetivo-emocional, e consequentemente melhoria e desempenho na realização da sua atividade profissional e contribuindo para a organização de trabalho no quartel da Polícia Militar.

“Portanto, esse tema é de suma importância para a identificação precoce da Síndrome de Burnout nos profissionais militares. Por isso é necessário estabelecer estratégias de medidas preventivas que diminuam o estresse e a pressão no trabalho, de forma a garantir uma melhoria na qualidade de vida e no ambiente de trabalho”, finalizou professora Lilian. @9bpm_oficial - @pmto_oficial   

Postar um comentário

0 Comentários